domingo, agosto 19, 2012

Chapéus da Madeira na Ria de Aveiro!

Já não basta os moliceiros circularem amputados, já não basta os guias não saberem absolutamente nada sobre Aveiro, ainda temos agora mais um excelente exemplo do profissionalismo que estes operadores turísticos prestam à nossa cidade: estes mesmos guias dos moliceiros viajam com chapéus na cabeça com a inscrição «Madeira»!!! Como é possível, meu Deus? Os senhores do Turismo do Centro também não deveriam preocupar-se com a pouca vergonha que são estes gajos em Aveiro? Ou só interessa a facturação?


10 comentários:

Anónimo disse...

Já várias vezes fiz Aqui comentários sobre os comportamentos dos pseudo guias turísticos que são do mais bronco que há!
Afrontam Aveiro, afrontam a sua População, dão uma imagem extremamente NEGATIVA do serviço turístico desta Cidade e parece que NINGUÉM se importa com isso!
Como diz o snr Passos Coelho em relação à recuperação do País, "custe o que custar" também todos estes operadores dos "moliceiros" exploram para ganhar dinheiro, "a todo o custo, custe o que custar", desvirtuando completamente o verdadeiro moliceiro e as suas gentes!...
Por vezes envergonho-me tanto com as bocas foleiras que desvio a vista para não me incomodar!...
É UMA VERGONHA, ESTA CIDADE BATEU NO FUNDO, À IMAGEM DO PAÍS!....

Anónimo disse...

Não há rei nem roque,o que se passa é pura palhaçada com o Património, o Turismo, a Camara e a Capitania coniventes com com o espectáculo.

Paulo Freire disse...

Por este andar qualquer dia os ovos moles aparecem em formato de banana...

Anónimo disse...

Chapéus há muitos, mas estes não lembram a ninguém.
Neste caso o Hélio não é culpado.

Anónimo disse...

O dr Élio não é culpado?
Não há um vereador responsável pela área para mandar chamar a atenção do que se deve ou não fazer?
Ou os vereadores são para "inglês" vêr?
Não se metem nestas situações "comezinhas" porquê?
Afinal estamos na Madeira ou em Aveiro no "Contenente"?
Os elementos desta autarquia não passeiam na cidade? Não vêem?
Porque não se confrontam as empresas com as realidades que incomodam?

Anónimo disse...

O homem deixe lá os chapéus.
Preocupe-se com a moveaveiro que vai dar as linhas mais rentáveis e sem qualquer concurso, preocupe-se com a criação de impostos municipais a que chamam taxas tec etc

Anónimo disse...

Os passeios de moliceiro transformaram-se num negócio sujo e sem nível, como é emblema de tudo a que esta câmara põe ombros.
Não respeitam nada e já entre eles andam a oferecer preços mais baixos para roubarem clientes uns aos outros. Como é que esta gentinha da câmara vai cobrar a dita taxa? Devem por os fiscais da moveaveiro de serviço nos barcos.
Deixaram de se ver as marés cheias, que era o grande cartaz de Aveiro e é o que aparece nos postais ilustrados e foi para isso que foram feitas as eclusas em parte:
Manter o canal cheio durante o dia e efectuar as vasantes durante a noite.
Mas isso é areia demais para estes calhambeques que nos desovernam.
Enfim uma MERDA a juntar a todas as todas as MERDAS que aconteceram em Aveiro:
MERDA DAS PISCINAS,MERDA DAS OBRAS NO PARQUE QUE PRETENDEM UNIR À MERDA DAS OBRAS DA BAIXA DE S ANTÓNIO COM UMA MERDA DUMA PONTE QUE PENSAM CONSTRUIR. DEPOIS ENCONTRAMOS A MERDA DAS OBRAS NO ALBOI QUE SE VÃO JUNTAR Á MERDA QUE FIZERAM NO ROSSIO E VÃO TER AO CANAL DE S ROQUE QUE PRETENDEM TRANSFORMAR NOUTRA MERDA, E SALTAMOS PARA A MERDA DA ESTRADA DAS AGRAS QUE NÃO ABREM Á CIRCULAÇÃO PORQUE NÃO PAGAM AO EMPREITEIRO E ELE NÃO COLOCA AS TAMPAS NAS CAIXAS.
EM CONCLUSÃO: A GRANDE ESPECIALIDADE DESTES POBRES É CRIAR MERDAS, PELO QUE ACHO QUE PODEMOS CLASSIFICAR OS NOSSOS autarcas COMO UNS GRANDES MONTES DE MERDA.
AINDA FALTA A SITUAÇÃO QUE CRIARAM AOS BOMBEIROS, MAIS UMA SITUAÇÃO DE MERDA.
TRANSFORMARAM AVEIRO NUMA GRANDE FOSSA E TEMOS QUE OS GRAMAR.

Anónimo disse...

Qual é o chapéu, perdão, papel do Carlos Santos?

Anónimo disse...

"Chapeus hà muitos seus palermas"
para os incompetentes todos os chapeus servem para bem da cidade,
é a Camara que temos!
E Aveiro a vê-los passar.

Anónimo disse...

A merda fica acumulada na obra de merda que a Câmara mandou fazer nos muros da antiga Capitania, não deixando vasar com as correntes das marés da ria, a merda que a Câmara acumula.
E o cheiro da merda a vir ao de cimo, para turista apreciar tal marzia que Aveiro lhes oferece.