sexta-feira, setembro 14, 2012

Lá estarei! Porque sou português!

Manifestação: Que se Lixe a Troika! Queremos as nossas Vidas *AVEIRO*

Há sempre uma primeira vez para tudo, por isso, amanhã, às 17 horas, junto à Estação da CP, lá estarei para participar numa manifestação. Vou manifestar-me, mais do que contra a Troika, contra o actual Governo que nos desgoverna!

Este é o momento do povo definitivamente mostrar o que vale! Não posso, por isso, ficar em casa. Tenho que mostrar a minha indignação contra o empobrecimento dos portugueses e contra o «roubo» que estamos a ser vitimas! Há que dizer basta!

Vou à manifestação porque custa-me ver o que está a ser feito aos reformados e aos mais carenciados! Vou à manifestação porque «austeridade» não é o mesmo que crueldade e injustiça! Vou à manifestação porque não quero um país sem saúde publica. Vou marcar presença porque exigo cortes a sério na despesa pública!

Isto não é uma questão de ser deste ou daquele partido, é uma questão nacional! Sentir-me-ia mal comigo mesmo se ficasse em casa, resignado, sem protestar, sem lutar, sem me pronunciar. Não pode ser! Temos que fazer ouvir a nossa voz e lutar com os aldrabões que enganaram um povo!

Apareçam! Ou acham que o momento actual não justifica?

7 comentários:

Anónimo disse...

Eu também!
FORA COM ESTA GENTE!
VIVA PORTUGAL!

Zé de Aveiro

maria carvalho disse...

O momento justifica sim, manifestação e tudo o mais necessário!

Anónimo disse...

Finalmente Aveiro manifestou-se e em "número" como nunca se viu!
Gostei de ver e participar!
Espero que a mensagem tenha
"chegado", também, aos "políticos" locais!
Pelo menos as "assobiadelas" na Avenida junto de determinado prédio (pena que não tivesse havido desvio pela do CDS) devem ter chegado aos seus "duros" ouvidos!
A HORA é de LUTA! BASTA DE GOZAREM COM A NOSSA CARA!

Zé de Aveiro

Anónimo disse...

Pois, realmente andamos a ser espoliados. Porém, há uma questão que tem de ser sempre colocada. Ei-la: por que motivo o então governo PS chamou a Troika, ou melhor dito, porque se viu obrigado a pedir ajuda financeira à Troika? A resposta é simples: porque não havia dinheiro no país para pagar ordenados de policias, juizes, professores, restantes funcionários publicos, etc. E também não havia para manter em funcionamento hospitais, universidades, tribunais etc etc. Sendo assim, e é assim, então pf não culpem a Troika. Portugal endividou-se até não poder mais, depois, com a corda na garganta, foi, de mão estendida, pedir um empréstimo. Agora paga as consequências, claro. Troika fora de Portugal? Por mim nem sequer deviam ter vindo para cá. Mas chamaram-nos e, por muito que nos custe, sem eles (o dinheiro deles) Portugal ficará na banca rota. E sem dinheiro todos ralham e ninguem tem razao, claro. Não culpem a Troika, culpem sim os nossos governantes. Os actuais e os anteriores. Os actuais porque são incompetentes; os anteriores porque também o foram. Ou já nos esquecemos de que com o País na "banca rota" queriam construir TGV, uma 3ª ponte sobre o rio Tejo, em Lisboa, um aeroporto, tb em Lisboa, claro. E quem fez as famosas PPP que tem ajudado a arruinar este pobre país? E quem teve a lata de construir as chamadas auto estradas Sem Custos para o Utilizador? Quem foi? Os portugueses têm o que merecem, porque, como povo, não foram (nem são) capazes de gerar no seio da sociedade politicos sérios,honestos, responsáveis e inteligentes. Só houve um com estes requisitos, mas para mal dos nossos pecados era (foi)catalogado com fascista. Meus amigos: ou há Troika, ou não há dinheiro para pagar vencimentos e manter em funcionamento organismos essenciais à saúde,à justiça, ao ensino, etc. A escolha é simples, claro. Mas a culpa, repito, não é da Troika, por muito que nos custe acietar esta realidade.

João Lemos disse...

Foi a 2ª vez na minha vida que estive numa manifestação.
Gostei. Sinceramente, não estava à espera que estivesse tanta gente. Surpreendeu-me. É sinal que as pessoas não andam a dormir. Foi uma grande resposta à(s) comunicação (ões) dadas pelo Governo, que parece não querer ouvir as pessoas, os parceiros sociais, etc..

Espero que o Sr. Passos Coelho e Cª lda tenha entendido o sinal dado pelo "Povo" ... e espero que volte atrás em algumas medidas.
Só lhe ficava bem. Não é um sinal de fraqueza se voltar atrás. Ainda está muito a tempo.

A não ser que ele queira que Portugal fique a "ferro e fogo".
Tudo isto pode acabar mal, principalmente para ele.

Abraço
João Lemos

Anónimo disse...

Era financeiramente honesto, ao que dizem, mas moralmente corrupto, o ditador que nos manteve no atraso social, cultural e económico durante mais de quarenta anos. Quanto ao resto, subscrevo, embora tal não nos desobrigue de lutar se os outros fazem igual ou escolhem caminhos que são (igualmente) a ruína do país e da sua gente.

Anónimo disse...

Passos Coelho para a rua, já.