sábado, setembro 01, 2012

Promover a Bairrada em Aveiro, porquê?




Não vejo mal nenhum que se promova a Bairrada, antes pelo contrário, ainda bem que há hoje uma intenção de divulgar e publicitar uma bonita e importante região, agora, a cidade de Aveiro não faz parte da Bairrada (ou faz?), por isso, e com toda a sinceridade, não consigo perceber porque é que uma rotunda da Forca vai receber uma rolha gigante» para promover a referida região. Sinceramente, não entendo! As rotundas de Aveiro deviam efectivamente ser «decoradas» mas com temáticas aveirenses, tal como aconteceu recentemente, e bem, com algumas das rotundas da Gafanha da Nazaré no Concelho de Ílhavo. A Bairrada, quer queiramos, quer não, é Águeda, Oliveira do Bairro, Anadia e Mealhada. O resto…

30 comentários:

Anónimo disse...

Na verdade Bairrada é Bairrada não AVEIRO. A Bairrada fica no Concelho de AVEIRO, e é, tudo. A Bairrada não precisa de promoção em AVEIRO. Ela se promove sósinha, Bairrada é Bairrada.

Joao Oliveira disse...

Pedro,

Aveiro faz parte da Bairrada devido a freguesia de Nariz. Por isso, defendes a saida de Aveiro da Associação Rota da Bairrada ou a saida de Nariz do concelho?

Anónimo disse...

Ideias geniais, como sempre!
São iguais a eles próprios, como sempre!
E meterem a rolha em frente á câmara ou no cu não era melhor?
Que o "diabo" nos valha!

João Francisco disse...

Uns promovem o que tem de melhor,o Diário de Aveiro despromove o Moliceiro. Primeira página e a cores, mais um Moliceiro com a proa cortada.A quem interessa esta informação?

Anónimo disse...

Pedro, neste caso malhas-te mal, Aveiro é bBairrada, é que Aveiro não é só a cidade.
Malha que tens razoes para malhar em muita coisa mas nesta não

Anónimo disse...

A iniciativa é tão ridícula que nem merece comentários, pela sua desproporção, e impertinência,na linha do que esta Câmara nos vem habituando.

Além do mais se os limites geográficos contemplam a freguesia de Nariz, significa que não abrangem as demais freguesias do concelho. Porque é que então a publicidade se vem fazer na freguesia da Vera-Cruz (bairro da Forca, isto é fora dos limites Geográficos da Bairrada?


Isto dito, que fique claro que nada tenho contra os vizinhos desta excelente região.

Anónimo disse...

Snr João Oliveira, uma só andorinha não faz a Primavera!
Nunca fez em toda a história da humanidade!
Não vale a pena defender o quer não é defensável!

Anónimo disse...

É só bater no ceguinho! Para além do comentário que já referiu a bairradina freguesia de Nariz como fazendo parte do concelho de Aveiro, os 4 concelhos citados - Águeda, Oliveira do Bairro, Anadia e Mealhada - têm Aveiro como capital de distrito.
Será, assim, a ideia tão escandalosa?
Quando se quer malhar, tudo serve...

Anónimo disse...

A reportagem da TVI24 publicitada há dias despromovia o moliceiro com muito mais visibilidade e ninguém se incomodou!
Até houve participação desta autarquia, o que é muito mais grave!

Anónimo disse...

Que respeito têm os psd de Aveiro, principalmente o "pressiddenntte" da junta da glória pelo seu
"patrono" Francisco Sá Carneiro?
Há anos que a placa no início da avenida com o seu nome frente à rotunda junto do pavilhão do Galitos está sem essa indicação por os azulejos terem caído ou sido partidos!
Não há quem passe lá A PÉ e veja o ESTRAGO com olhos de vêr?
É que de carro ou de noite não se vê!
Como partiu há dezenas de anos para um mundo a que ninguém escapa (que seria dos pobres se assim não fosse) NINGUÉM em Aveiro se lembra dele?
Se é assim com os da "família" temos o direito de pensar como será com os outros!!!

Anónimo disse...

É só bater no ceguinho?
Não há tantas razões para que aconteça?
Que tenham juízo pois já têm idade para isso!
Deviam reflectir no que fazem à cidade!....

Jorge disse...

Caro Pedro:

Falo-lhe como Presidente da Rota da Bairrada e quero-lhe deixar o meu agrado pelo facto de haver tanta gente atenta ao que se passa na nossa região, mesmo que sejam aqueles que estão sempre atentos.

Quando optámos por esta instalação, que será colocada nos oito municípios da Rota da Bairrada, tinhamos a perfeita noção que haveria algumas pessoas que não iriam gostar. Umas porque é grande, outras porque é pequena, algumas porque é de cortiça e outras ainda, simplesmente, porque é... Mas, esta associação, achou que era importante lembrar às pessoas desta região que também são Bairrada...

Quanto a este assunto concreto, quero deixar alguns esclarecimentos:

1. Esta iniciativa é da autoria da Associação Rota da Bairrada e não da Câmara Municipal de Aveiro;

2. O Município de Aveiro é associado desta Rota, muito activo e empenhado, desde o primeiro momento da sua criação;

3. A Bairrada como Região Demarcada, inclui território pertencente a oito municípios (Coimbra, Mealhada, Anadia, Cantanhede, Águeda, Oliveira do Bairro, Vagos e Aveiro). Uns estão totalemente inseridos nesta demarcação e outros, como Aveiro, têm apenas uma parte;

4. A Rota da Bairrada, como associação de promoção da marca Bairrada como destino turístico, definiu, nos seus estatutos, que a sua área de abrangência seria a totalidade dos seus oito municípios, e não apenas a região demarcada vitivinícola;

5. O local onde foi colocada esta instalação em Aveiro, não se enquadra na definição de rotunda, como o Pedro poderá facilmente verificar se visitar o local.

Espero ter ajudado para esclarecer algumas questões.

É sempre bom receber as críticas daquilo que fazemos, sejam positivas ou negativas, pois é sinal que fazemos...

Anónimo disse...

Eu que tão mal digo desta Câmara, também aceito que digam bem, porque se fizerem coisas bem feitas engrandecem a cidade e o concelho. Mas onde estão os factos que nos permitam dizer bem?

E ser exigente, quando as desventuras entram pelos olhos dentro é uma obrigação de cidadania. Acima dos partidos, de qualquer partido.

Anónimo disse...

Se a moda pega, decorar as rotundas com simbolos, será uma boa maneira de a câmara evitar os trabalhos de jardinagem.
A próxima vai ser ir buscar o marzápio que esteve na praça do peixe e colocá-lo no meio da ponte praça.
Também podem fazer um busto do Élio e colocá-lo no meio do Alboi.
Com as pedras que lá há vai dar um gozo à malta fazer tiro ao alvo.

Anónimo disse...

Estes pobres diabos estão para publicar um novo roteiro turistico de Aveiro que será feito num autocarro da Moveaveiro que será empurrado pelos nossos valentes autarcas, pois não há plim para o gasóleo:
VISITA ÀS CATACUMBAS DAS PISCINAS MUNICIPAIS.
VISITA À AREA FLORESTAL QUE EM TEMPO SE CHAMOU PARQUE D PEDRO.
VISITA A UM LUGAR QUE SE CHAMOU ROSSIO E AGORA ESTÁ CERCADO POR MURALHAS MODERNAS.
VISITA À CAPELA DE S TOMÁS DE AQUINO ONDE SE DESCOBRIRAM VESTÍGIOS ROMANOS.
VISITA À PONTE CIRCULAR DA PRAÇA DE PEIXE ONDE SE PODE ATIRAR COMER AOS PEIXES ATRAVÉS DOS NOVOS PAINEIS CRIADOS PELO GABINETE TÉCNICO DA CMA.
E PARA NÃO FICAR TUDO DE OLHOS TROCADOS, NINGÉM VAI ANDAR À PROCURA DA ROLHA, POIS A ROTA DA BAIRRADA TEVE A GENTILEZA DE AJUDAR O ÉLIO E OFERECEU UMA A AVEIRO, PARA AS PESSOAS NÃO FICAREM À PROCURA DA DITA.

Anónimo disse...

Ó Pedro desta vez deste tiro no pé, podes dar todas as justificações mas a unica adulta e civilizada era pedires desculpa porque és humano e se fores intelegente é o que fazes se o não fizeres e deres desculpas esfarapadas e parolas és como muitos que falam por falar tendo ou não razão.

Anónimo disse...

Bela, belíssima a dita cuja!
Adoro-a como adorno desta "muito" conservada cidade!
Rolha quer dizer garrafa, garrafa quer dizer vinho, vinho quer dizer bar!
É o que falta lá para completar o "ramalhete"!
Vamos lá snr presidente, apadrinhe um que a zona agradece!...
Snr Pedro Neves não ligue a provocações, continue a constar o que está errado na nossa cidade!
AVEIRO SEMPRE!

Anónimo disse...

E que tal apearem JOSÉ ESTEVÃO (já está mutilado há anos) e colocarem a rolha?
Ficava mais uma marca desta autarquia e não precisava de restauro!

Pedro Neves disse...

Caro Jorge:
Obrigado pelo seu esclarecimento, mas deixe-me dizer-lhe que sempre soube que Nariz faz parte da área Demarcada da Bairrada, mas, para mim, como para todos os portugueses, nunca ninguém associa (e bem) Aveiro à Bairrada. Repito aquilo que escrevi: quando falamos em Bairrada, falamos em Anadia, Mealhada e Oliveira do Bairro e quanto muito Águeda e Cantanhede.
Já vi que a rolha está junto à Loja do Cidadao, mas a questao da localizaçao não é relevante para o que pretendi passar aos leitores. A questao passa pela lógica da «coisa». Nao faz sentido, continuo a dizer. Também sei que esta é uma iniciativa da Associação Rota da Bairrada, mas nao me diga que nao teve que ter o consentimento da Câmara de Aveiro! Teve, com toda a certeza.
Agora...pedir desculpas porquê? Mantenho a mesma opiniao: não é por Nariz fazer parte da Bairrada que vou dizer que Aveiro faz parte da Bairrada. Nao faz. Agora, nunca cidade em que nada se faz, esta oferta da Associaçao Rota da Bairrada veio mesmo a calhar, isso é verdade, e por isso compreendo perfeitamente a concordancia da nossa Autarquia.

Anónimo disse...

Mais uma anedota rocambolesca como tantas que têm marcado esta cidade nos tempos mais recentes. A coisa é tão ridícula e tão despropositada que só pode ser digna de risos. Quanto às estratégias promocionais da Rota da Bairrada, de facto, esta é desproporcionada, artificial e não está de modo algum conectada aos aveirenses e à cultura das suas gentes, cidade e restantes 13 freguesias para além da tal e mesmo essa só terá ligações pelo território e nada mais. A rolha poderá servir meramente para inglês ver, tal como parecem de um modo geral estar os destinos da cidade entregues. Querer-se, agora, através da colocação de uma rolha num bairro da cidade, alegar que há uma ligação emocional e cultural dos aveirenses aos vinhos, enfim, só pode ser para rir. O Rei Vai Nu!

Jorge disse...

Caro Pedro

Eu nunca lhe disse para pedir desculpas de nada... nem nunca o farei. Felizmente estamos num país livre onde as pessoas podem dizer o que pensam, desde que o façam com educação, tal como o Pedro fez.

Apenas quis esclarecer algumas questões, mas visto que está esclarecido, só tenho a agradecer.

Já agora, só mais um ponto, apenas referi a questão da rotunda porque foi o Pedro que, no seu texto, referiu que a rolha estava numa, nada mais.

Cumprimentos.

Jorge Sampaio

Pedro Neves disse...

Caro Jorge: o «pedir desculpas» era para responder a um outro comentario aqui colocado por um leitor. Aproveito para lhe enviar um abraço e por o felicitar por tb fazer parte de uma Autarquia que muito tem feito em Anadia.
Abraço.

Anónimo disse...

Bendita seja a ROLHA

Anónimo disse...

Pedir desculpas?
A que propósito?
"Eles" também nos pedem desculpas pela merda que fazem?
Arrogantes nas suas posições até dizer chega (tanto a nível central como local), como querem que o povo reaja perante o que se está a passar?
Com indiferença?
Há muita por esse País fora e depois, meus amigos, também temos o DIREITO de sermos mal educados de vez em quando!
A isso nos obrigam e os exemplos também vêem de cima há já muitos anos!...

Anónimo disse...

Onde está vêem devia estar vêm.
O maldito novo acordo ortográfico
por vezes confunde-nos!
Sou frontalmente contra!

Anónimo disse...

Espetacular
Anadia é um concelho, Aveiro outro.
Em Aveiro promove-se:
A vagina não sei de quem.
O produto das Caldas.
Agora a rolha da Bairrada.

Os produtos Turisticos de Aveiro!...


Anónimo disse...

Ao anónimo das 11.31 p.m.!
Tem toda a razão!
A nossa identidade está a ficar "pelas ruas da amargura" e quem a põe em causa não merece a nossa confiança nem o nosso respeito!
E mais não digo porque o que mais me irrita são os fingidos autistas!

Anónimo disse...

Este blogue nao tem qualquer tipo de credebilidade! É escrito por alguem que só sabe dizer mal da Câmara. Ninguem lhe liga. Quem é que lê isto?

Anónimo disse...

Este blog foi é ou foi lido pelo anónimo da 1.26 que , penso, é alguém, ou não é?...

Anónimo disse...

Onde disse este blog foi é queria dizer é ou foi lido...